Bobby

Bobby Caverna do Dragão

Robert “Bobby” O’Brien é o mais jovem do grupo, ainda um garotinho. Fazendo jus a classe de bárbaro ele é muito impetuoso e esquentado, está sempre querendo partir para o ataque, mesmo que o inimigo seja o próprio Tiamat. Nunca se acovarda e nem foge de uma briga, a menos que o resto do grupo esteja em perigo. É superprotetor com a irmã Sheila e com Uni.

Se encaixa perfeitamente no “mim bate, mim quer e mim faz”, os autores também pensaram na inteligência do rapaz, como um bom bárbaro não poderia ser o CDF da turma, por isso talvez um garotinho tenha sido a melhor opção para o personagem, visto que ele não sabe ler nem escrever, porque ainda não havia aprendido na escola, a justificativa politicamente mais correta e fácil de ser aceita pela sociedade.

Bobby Caverna dos Dragões

Bobby Caverna dos Dragões

Ele é o único personagem que se sabe a idade, 10 anos. A atitude de “homem durão” dele serve para esconder seu medo de agir como um bebê quando encarar o perigo. Quando chegaram no mundo do Caverna dos Dragões ele acabou adotando o filhote de um uniórnio e acabou o chamando de Uni. Bob parece entender a língua dos unicórnios, ou pelo menos entende bem o que Uni sempre quer dizer.

Um unicórnio adulto pode se teleportar a uma distância de até 120m uma vez por dia, mas Uni ainda não sabe usar seu poder direito.

Bobby carrega como arma um tacape mágico, o que consegue fazer grandes coisas quando está em combate ou para ajudar o grupo.

Tacape Mágico

bobby

cena do desenho

Parece com uma clava de madeira qualquer, mas é uma das mais fortes armas do grupo. Pra quem joga RPG de mesa e vai começar com os personagens no seu nível original, ela confere um bônus de +10 para atacar e ferir, e um dano de 1d6+10. O tacape pode ser usado para golpear o chão e causar tremores de terra, fora que ainda pode ser usado para derrubar e quebrar qualquer coisa.

O material falando sobre bobby é meio escasso, então se alguém quiser acrescentar mais coisas é só mandar via comments que vou adicionando ao post.

abraço