Dragões brancos

Dragões Brancos

Continuando nossa série de posts sobre os dragões, hoje venho falar de outra cor de dragões, cada cor distingue os dragões, como é o caráter, região em que predomina e tantas outras características, assim sendo trago hoje os branquelões.

Os dragões brancos são os baixinhos invocados do grupo. São os menores e menos inteligentes e mais animalescos entre os dragões. Seu habitat são as áreas geladas, adeptos do frio rigoroso suas tocas costumam ser cavernas de gelo e câmaras subterrâneas, também especialmente frias.


Identificando seu Dragão Branco.

características dos dragões brancos

características dos dragões brancos

Já se deparou com um bicho feroz indo a caça? Se já viu, não se preocupe que não chega nem aos pés de um dragão branco. Este bichinho tem todo um “Q” de caçador extremamente feroz, sua cabeça tem um perfil alongado, com um pequeno bico afiado no focinho e um queixo pontudo. A cabeça possui uma crista sustentada por uma única espinha para trás. Tem ainda as faces com escamas, papadas espinhentas e alguns dentes que se projetam quando a boca está fechada.
Se você tiver a coragem de entrar embaixo de um e ainda ter o tempo de olhar para cima, você vai ver um pescoço curto e uma cabeça sem muitos sinais ou impressões que te chamem a atenção.
As asas do nosso bichinho têm um tom rosado ou azul nos bordos de fuga e a borda traseira da membrana alar se une ao corpo perto das pernas traseiras.
As escamas de um dragão filhote brilham com o branco puro e vão perdendo o brilho conforme vão envelhecendo, e com a idade começam a se misturar com escamas azuis ou cinzas.

Hábitos

Na hora de filar uma bóia o branquelão ai só consome comida que tenha sido congelada. Normalmente ele devora uma criatura morta com sua arma de sopro enquanto a carcaça ainda está rígida e gelada. E acaba armazenando outras presas em bancos de neve perto da toca.
Estes gigantescos seres branquelos não se dão muito bem com outros dragões não, desprezam completamente a sociedade de outros da sua espécie, fora é claro quando se trata do sexto oposto, ai a coisa muda de figura. São sujeitos aos prazeres da carne e os danadinhos muitas vezes acasalam por puro prazer. E se numa dessa surgem alguns ovinhos espalhados por ai, bom, ai aquele abraço, pois eles raramente cuidam dos ovos, até botam perto das tocas e podem até permitir que depois de nascerem que os filhotes entrem nela por algum tempo, mas sempre esperam que os pequeninos dêem conta de si mesmos.
Embora tenha dito no começo que são os menos inteligentes, os mais velhos no mínimo são tão inteligentes quanto os humanos, tá certo então que aqui das duas uma, ou somos burros ou os outros dragões são danados de inteligente hehehe.
Brincadeiras a parte, mesmo essa diferença quando comparado a outros dragões eles são mais espertos que qualquer predador mesmo sendo ainda jovem.
Em combate são bastantes astutos para escolherem seus alvos e atacar até que o inimigo sucumba perante eles. Os dragões brancos preferem ataques súbitos, mergulhando dos ares ou surgindo de repente de baixo da água, da neve ou gelo. Usam o seu sopro e tentam derrubar um oponente isolado com um ataque subseqüente.